Assinatura RSS

Arquivo da categoria: Uncategorized

Quindim Made In Brazil

Publicado em

Hoje é dia D…Quindim de IaIá

Publicado em

O nome Quindim é de origem africana que significa dengo, encanto. A doçaria portuguesa é feita basicamente de ovos, açúcar e amêndoas. Ao chegar ao Brasil saiu a amêndoa, difícil de encontrar por aqui, e entrou o coco, dando origem ao tão popular e apreciadíssimo quindim.

 

 

Receita do Quindim de Iaiá

Ingredientes

12 gemas

450 g de açúcar

1 colher de sopa de manteiga

1 coco ralado

gotas de limão para a calda

Modo de preparo: Rale o coco e não retire o leite. Coloque o açúcar numa panela com um pouco de água e umas gotas de limão e leve ao fogo para obter uma calda grossa. Passe as gemas por uma peneira (não de metal). Deixe esfriar a calda e junte as gemas peneiradas, o coco ralado e a manteiga, mexendo bastante. Despeje em forminhas untadas com manteiga e leve ao forno quente, em banho-maria, para assar.

Homenagem Musical à Comida Afro-Brasileira

Publicado em

O que é que a Baiana tem…Acajaré

Publicado em

Dica da Semana – Restaurante Yorubá

Publicado em

Visite o site:

http://www.restauranteyoruba.com.br

PÉ-DE-MOLEQUE

Publicado em

O pé-de-moleque é um doce original da culinária brasileira que surgiu por volta do século XVI com a chegada da cana-de-açúcar à Capitania de São Vicente, trazida pelo navegador Martin Afonso de Sousa.

Acredita-se em duas versões para a origem do nome deste doce. A primeira delas diz que a própria aparência do doce depois de pronto, tem semelhança com a cor e calos dos pés dos moleques que viviam correndo descalços pelas ruas de terra batida. Já a outra versão, fala das cozinheiras das fazendas que eram assediadas pelas crianças da vizinhança que suplicavam por um pouco de doce enquanto as cozinheiras mexiam seus tachos no preparo da massa. Nestes momentos elas diziam a eles: – Pede, moleque!.

Independentemente de qual for a verdadeira origem do nome, o mais importante é o fato de que este é um dos doces mais apreciados no país, sendo bastante consumido, principalmente, nas festas juninas e julinas pelo Brasil afora.

Ingredientes

  • 2 kg e 1/2 de rapadura
  • 2 kg e 1/2 de amendoim torrado sem casca
  • 300 ml de água

Modo de Preparo

Quebre a rapadura, coloque no tacho, acrescente a água e mexa até levantar fervura. Deixe ferver até o ponto em que desgruda do fundo. Coloque o amendoim e vá mexendo.

Numa travessa ou no mármore forrado com plástico, abra a massa. Deixe 20 minutos esfriando e corte.

ARROZ DOCE

Publicado em

 

Ingredientes

  • 1 litro de leite
  • 1 litro de água
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 xícara rasas (chá) de açúcar
  • 2 xícaras (chá) de arroz agulhinha
  • 2 gemas
  • Canela em pau (a gosto)
  • Baunilha (a gosto)
  • Raspas de limão (opcional)

Modo de preparo

Em uma panela grande cozinhe o arroz em água com a canela, até quase amolecer. O arroz deve ser cozido em água, pois depois de o leite acrescentado, amolece mais um pouco. O grão deve ficar com a mesma consistência de risoto, bem molhado, cozido, mas firme. Acrescente o leite, o açúcar e as gemas (dissolvidas no leite) e mexa de vez em quando para não grudar no fundo da panela. Quando começar a reduzir, acrescente o leite condensado, mexendo até atingir a consistência desejada. Na hora de desligar, adicione a baunilha. Não deixe o creme secar muito, pois depois de frio, a porção endurece e seca um pouco mais. Polvilhe com canela em pó. O tempo de cozimento ajudará na cremosidade.